Compartilhe:

O Brasil é um país grande com desigualdades regionais. De toda a renda do País, 55% está concentrada nas as capitais e suas zonas metropolitanas. Esse grupo de cidades responde por 345 municípios (apenas 7% do total).

Naturalmente, as empresas estão com os olhos voltados para essas regiões. Enquanto isso, as grandes cidades do interior (com mais de 100 mil habitantes) se destacam por terem renda média domiciliar bem próxima à renda média das capitais e regiões metropolitanas.

Valinhos, no interior paulista, desponta com a cidade do interior com maior renda média domiciliar do Brasil, seguido por Santos (SP) e Jundiaí (SP). Os dados são do levantamento “Lado B: o Brasil fora das capitais e zonas metropolitanas”, feito pela Geofusion.

Veja abaixo o levantamento na íntegra: