Compartilhe:

As marcas precisam entender onde estão localizados os seus consumidores para realizarem ações de marketing e até mesmo planejarem novas unidades com base em dados precisos. Para auxiliar as empresas, a Geofusion, especializada em inteligência geográfica de mercado, listou os dez bairros mais populosos e os dez mais povoados do Brasil. E o Rio de Janeiro ocupa a primeira posição em ambos os rankings.

Dos dez bairros brasileiros mais populosos, cinco estão na cidade maravilhosa: Campo Grande é o número 1 do ranking com mais de 330 mil habitantes – número maior do que o de 98% das cidades brasileiras. Bangu está em 2° lugar, Santa Cruz em 4°, Realengo em 8° e Tijuca em 10°. A cidade de São Paulo, apesar de ser a mais populosa do Brasil, tem apenas dois bairros no ranking: Cidade Tiradentes em 3º e Cocaia em 5º. Das dez regiões listadas, nove estão no Sudeste do Brasil – Cidade Industrial de Curitiba, em Curitiba (PR), representa a região Sul.

Ranking: Os 10 bairros mais populosos do Brasil

rankingmardegente

Quando o tema são as regiões mais povoadas, ou seja, as que possuem mais habitantes por km², São Paulo se destaca com cinco bairros: Marechal Deodoro em 5º, Heliópolis em 7º, Santa Cecília/ Campos Elísios em 8º, Vila Missionária em 9º e Pamplona em 10º. Contudo, as primeiras posições são do Rio de Janeiro: Rocinha em 1º lugar – com mais de 48 mil pessoas por km², é a maior favela do Brasil em população – e Copacabana em 2°. Flamengo em 4° e Maré em 6°, também no Rio; e Icaraí em 3º, localizado em Niterói (RJ), completam o ranking. Neste levantamento, todos os bairros estão na região Sudeste.

Ranking: Os 10 bairros mais povoados do Brasil

rankingmardegente2

“Vários pontos devem ser considerados na hora de escolher uma região para abrir um negócio, por exemplo. Primeiro a empresa deve entender quem é seu público-alvo e depois buscar estas pessoas pelas diversas regiões do Brasil – o número de habitantes ou a densidade demográfica são apenas alguns dos dados relevantes para este levantamento”, explica a diretora de Inteligência Geográfica da Geofusion, Susana Figoli.