Publicado em 15/03/2023

Como fazer precificação de produtos para redes de alimentação

Como fazer precificação de produtos para redes de alimentação

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Precificação_de_produtos (1)-min

A precificação de produtos é elemento-chave para o sucesso de qualquer negócio. E isso não poderia ser diferente para as redes de alimentação fora do lar. 

Definir o preço ideal para os produtos de cada loja pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. E para isso, é fundamental levar em consideração as diferenças entre cada unidade da rede.

Afinal, cada região possui públicos e concorrentes distintos. Esses aspectos são um bom indício para que a rede faça uma precificação de produtos específica para cada loja, levando em conta as características de população, consumo e competidores de cada local.

Mas como fazer isso? Vamos responder neste artigo.

O que você vai ver:

  1. Por que a precificação de produtos pode ser diferente para cada loja?
  2. Como fazer precificação de produtos com geomarketing?
  3. Conte com geomarketing para fazer a precificação de produtos

Siga lendo!

Por que a precificação de produtos pode ser diferente para cada loja?

As redes de bares, restaurantes, fast food, sorvetes, chocolates, entre outros nichos relacionados à alimentação, costumam ter diversas padronizações.

Isso é importante principalmente em casos de franquias de alimentos, já que os franqueados podem facilmente manter a qualidade esperada pelos clientes.

No entanto, a precificação de produtos pode mudar, dependendo da região em que cada unidade se encontra. E isso pode acontecer por diversos motivos:

  • Cada localização pode ter um público diferente, o que pode afetar diretamente os preços praticados na região;
  • Os custos de produção e distribuição podem variar entre as unidades e alterar o preço final pode fazer a diferença na margem de lucro esperada;
  • Cada unidade também pode contar com um mix de produtos distinto. Algumas lojas podem ter um foco maior em lanches rápidos e outras focar nas sobremesas, por exemplo. Isso pode afetar a estratégia de precificação de produtos para cada estabelecimento;
  • A concorrência no entorno da loja também pode alterar o preço dos produtos. Afinal, escolher preços competitivos é necessário para que o cliente continue escolhendo a sua rede e não o concorrente.

Entretanto, é importante analisar o caso de cada unidade para tomar decisões embasadas e bem informadas. 

Com geomarketing, sua rede pode explorar informações de mercado relevantes e obter dados acurados sobre a região estudada.

Veja a seguir alguns exemplos de como utilizar geomarketing para fazer precificação de produtos para cada unidade.

Nova call to action

Como fazer precificação de produtos com geomarketing?

O geomarketing é uma metodologia poderosa que permite analisar e comparar diversas regiões para compreender o mercado, o público e a concorrência da sua rede, entre diversas outras análises.

Com essas informações, sua rede pode tomar melhores decisões em diferentes âmbitos, inclusive na precificação de produtos.

Veja abaixo algumas análises possíveis com geomarketing:

Análise da concorrência

É fundamental entender de que forma a concorrência está precificando produtos semelhantes na mesma região. Se os concorrentes aplicam preços mais caros ou mais baratos em certo bairro, é possível que fazer algo diferente disso seja uma má ideia.

Isso porque, a princípio, seus concorrentes também estudaram a região e o público. Por isso, estudar o mercado e a região é essencial para cada nova unidade que sua rede deseja abrir.

Análise do público-alvo

De nada adianta abrir uma unidade de um restaurante de luxo em uma região onde a população não possui um alto poder aquisitivo, por exemplo. 

Ao analisar a renda média da região, é possível tomar diversas decisões a partir do resultado.

Veja abaixo o mapa de Fortaleza, capital do Ceará:

Renda média em fortaleza

OnMaps: Renda média domiciliar em Fortaleza – CE

 

Os tons mais escuros do mapa mostram onde o indicador de renda média domiciliar é mais alto. Já os tons mais claros representam menor renda.

A partir dessa análise, é possível entender em quais regiões o público possui mais condições para pagar por produtos mais ou menos caros. Com esse entendimento, sua rede pode tomar diferentes decisões. 

Por exemplo, pode decidir por não abrir uma unidade onde o seu público-alvo não está tão presente, ou então fazer alterações na precificação de produtos daquela unidade.

De qualquer forma, analisar a renda média da região é uma excelente forma de obter informações relevantes sobre o público residente, o que pode gerar insights valiosos sobre o preço dos seus produtos e o tipo de mudanças necessárias em cada loja da rede.

Análise da localização

Se a sua rede já possui uma região específica em que deseja expandir, é importante analisar a área para identificar locais onde passa um fluxo maior de pessoas

Em áreas turísticas ou comerciais, que costumam ser mais movimentadas, é possível praticar preços mais elevados.

fluxo de passantes fortaleza (1)-min

OnMaps: Fluxo de passantes em Fortaleza – CE


No mapa acima, é possível visualizar o fluxo de passantes em Fortaleza – CE. 

Você pode entender o fluxo de pessoas da seguinte forma:

  • Em vermelho, o fluxo mais intenso;
  • Em laranja, fluxo médio;
  • Em verde, fluxo baixo;
  • Em azul, fluxo muito baixo.

Como Fortaleza é um município onde o turismo é bastante forte, é possível criar uma estratégia de precificação de produtos diferente para as regiões mais movimentadas e para as menos.

Veja no mapa abaixo uma aproximação das áreas com alto fluxo de passantes em Fortaleza, nas microáreas Centro, Joaquim Távora e Montese:

fluxo de passantes fortaleza 2 (1)-min

OnMaps: Fluxo de passantes em Fortaleza – CE


Com essa visualização, você consegue descobrir até mesmo as ruas mais movimentadas. Isso pode ajudar sua rede a encontrar o
ponto ideal para a nova unidade.

Análise do mix de produtos

Outra solução, caso a sua rede não possa ou não queira fazer uma precificação de produtos diferente para cada unidade, é oferecer produtos diferentes.

Alguns produtos têm margens de lucro mais altas do que outros e/ou menos custo. Esse tipo de informação pode ajudar você a identificar quais tipos de produtos valem a pena serem comercializados em cada unidade.

Análise de polos geradores de tráfego

Os polos geradores de tráfego são locais que atraem um grande número de pessoas, gerando um aumento significativo no tráfego de veículos e pedestres na região. 

Esses locais podem ser de diferentes tipos, como shopping centers, agências bancárias, parques, estádios, hospitais, universidades, aeroportos, entre outros.

Veja no mapa abaixo os polos geradores de tráfego na microárea Joaquim Távora, em Fortaleza:

polos geradores de tráfego fortaleza (1)-min

OnMaps: Polos de faculdade, agências bancárias e shopping centers na microárea Joaquim Távora, em Fortaleza – CE


Acima, você pode identificar polos de faculdade em quadrados verdes, agências bancárias em triângulos cor-de-rosa e shopping centers em círculos azuis.

A quantidade de estabelecimentos geradores de tráfego na região explicam o fluxo intenso de veículos e pedestres na microárea, além de serem um indicativo para mudanças na precificação de produtos das unidades na região.

Análise de potencial de consumo

Por fim, a análise de potencial de consumo é uma das melhores formas de fazer uma precificação de produtos eficiente para cada unidade da sua rede. Isso porque essa análise mostra a pretensão das famílias de consumir os seus produtos.

Em outras palavras, os locais onde o público possui tanto o orçamento para investir nos seus produtos, quanto a intenção de fazê-lo.

No relatório abaixo, é possível ver o potencial de consumo para lanches e sanduíches em Fortaleza. Mas também é possível visualizar as categorias por microárea, bairros oficiais e até mesmo CEP 5.

potencial de consumo alimentos (1)-min

OnMaps: Potencial de consumo para lanches e sanduíches em Fortaleza – CE

 


Conte com geomarketing para fazer a precificação de produtos

Geomarketing é a maneira mais precisa de analisar as regiões para expandir sua rede e fazer a precificação de produtos de cada unidade.

Além disso, com inteligência geográfica é possível saber:

  • Mapeamento dos grandes e pequenos concorrentes;
  • Potencial de consumo personalizado para alimentação;
  • Segmentação intraurbana;
  • Renda provável dos pontos;
  • E muito mais!

Aqui na Geofusion, empresa líder em inteligência geográfica no Brasil, você conta com os melhores especialistas e um time capacitado para aconselhar e dar os melhores insights para uma expansão de sucesso.

O Alimentação OnMaps tem metodologias exclusivas para as decisões mais importantes em sua rede de restaurantes, bares ou lanchonetes.

Quer saber mais sobre o software voltado para alimentação fora do lar? Preencha o formulário abaixo para solicitar uma demonstração:

Nova call to action

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

12 tipos de estoque no varejo e na indústria

Rota de vendas: como fazer com geomarketing

Canais indiretos: o que são e como alcançá-los com geomarketing

Loja perfeita no varejo: o que é e como tornar o ponto de venda mais eficiente