Publicado em 20/03/2023

Análise de mix de produtos: como definir o da sua rede de farmácias?

Análise de mix de produtos: como definir o da sua rede de farmácias?

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Análise de mix de produtos

Fazer uma análise de mix de produtos é essencial para o sucesso de qualquer rede de farmácias. 

Isso porque oferecer uma variedade de produtos que atendam às necessidades e preferências dos clientes é um fator-chave para fidelizá-los e, consequentemente, aumentar as vendas das unidades.

Mas para definir o mix de produtos ideal para cada loja da sua rede, é preciso considerar fatores geográficos, demográficos e socioeconômicos. 

Afinal, diversas características do entorno da loja, como perfil do público, a concorrência e detalhes sobre a região afetam a preferência do público pela sua loja.

Da mesma forma, essas características ditam quais produtos os clientes preferem comprar, assim como o preço ideal dos mesmos.

Para fazer essa análise de mix de produtos, o geomarketing é a melhor ferramenta para obter as informações mais precisas para tomar decisões estratégicas para sua rede.

Neste artigo, você vai entender o que é a análise de mix de produtos e como ela influencia no consumo pelos clientes da sua rede de farmácias. Você também vai entender, na prática, como criar análises utilizando inteligência geográfica.

Neste texto você vai ver:

Vamos lá?

O que é uma análise de mix de produtos?

Mix de produtos trata-se do catálogo de itens que um negócio vende. No caso de uma rede de farmácias, esse mix pode conter:

  • Medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios;
  • Produtos de cuidado pessoal e higiene, como sabonetes e hidratantes corporais;
  • Acessórios para pessoas com mobilidade reduzida, como bengalas;
  • Entre outros.

Já a análise do mix de produtos é uma estratégia que consiste em avaliar e ajustar essa variedade de produtos oferecidos em uma loja ou em toda a rede. 

Afinal, os produtos oferecidos em uma unidade não precisam ser os mesmos de outra unidade, em localizações distintas.

Isso porque as características do público e do entorno da unidade podem ser completamente diferentes, dependendo da região onde a loja está. Por essa razão, nem toda região terá o mesmo potencial de vendas para certo mix de produtos.

Por exemplo, uma unidade em uma região onde o público predominante é de jovens adultos provavelmente não terá um grande potencial para venda de fraldas e produtos para bebês. 

Já em uma região onde o público é mais composto por famílias, esses produtos podem fazer mais sentido.

Com geomarketing, sua rede consegue descobrir diversas informações sobre a região onde cada unidade está inserida, além de também poder estudar as áreas das próximas unidades antes mesmo de abri-las.

Falaremos mais sobre a análise de mix de produtos a seguir.

Quer saber mais sobre o que é geomarketing? Separamos um guia com tudo que você precisa saber. Clique no banner abaixo para baixar gratuitamente:

Nova call to action

Como fazer uma análise de mix de produtos?

Um dos primeiros passos na hora de fazer uma análise de mix de produtos é estudar as informações que sua rede já tem. 

Em outras palavras, você pode analisar o histórico de vendas das lojas, assim como o cadastro de endereço dos seus clientes. Esse passo simples irá revelar informações preciosas que podem ser utilizadas para sua análise de mix de produtos.

Por exemplo, analisando as informações já existentes no banco de dados da sua rede, você pode descobrir qual a classe social mais presente entre o seu público. Outros dados possíveis são:

  • Onde seu público mora;
  • Quanto costuma gastar e com quais produtos;
  • Quais são os produtos mais vendidos na unidade;
  • Qual o valor médio gasto em cada compra;
  • Entre outros.

A partir desses dados, você conseguirá fazer análises bastante precisas utilizando um software de geomarketing, como o OnMaps

Também é possível fazer uma análise de mix de produtos mesmo que sua rede seja nova e você ainda não possua um histórico relevante de dados. 

Veja alguns exemplos de análises abaixo:

Renda média domiciliar

Se a sua rede já possui um banco de dados com informações sobre seus clientes, você possivelmente já sabe a classe social predominante entre eles. 

Por isso, pode-se utilizar uma ferramenta de geomarketing para descobrir as regiões onde pessoas dessa classe social estão mais presentes.

Da mesma forma, a análise de renda média domiciliar pode ser utilizada para expandir em regiões onde a classe social predominante seja diferente da atual, de modo a alcançar um novo público e ampliar sua rede de clientes.

Veja no mapa abaixo o município de Vitória, capital do Espírito Santo:

Análise de mix de produtos: renda média domiciliar em Vitória - ES
OnMaps: Renda média domiciliar por microáreas em Vitória – ES

Os tons mais escuros do mapa mostram onde o indicador de renda média domiciliar é mais alto. Já os tons mais claros representam menor renda.

Uma rede de farmácias que deseja expandir em Vitória pode considerar a renda média de cada região para definir o mix de produtos ideal para cada unidade.

Uma farmácia nas microáreas de Jardim da Penha e Praia do Canto, por exemplo, pode focar em produtos de mais alto padrão e marcas de preço mais elevado, já que o público possui maior poder aquisitivo.

No entanto, a análise de mix de produtos revela um resultado diferente para as microáreas de São José, Itararé e Santa Tereza. 

Por serem compostas por um público de predominância da classe social E (renda média de até R$ 1.212,00), essas regiões podem contar com farmácias cujos produtos sejam mais acessíveis e populares.

Potencial de consumo

Para que a análise de mix de produtos seja ainda mais assertiva, também é necessário avaliar o potencial de consumo das regiões que a farmácia quer expandir.

Para isso, avalia-se o quanto os consumidores das microáreas estão dispostos a gastar com medicamentos e produtos de higiene e cuidado pessoal. 

Veja no mapa abaixo:

Análise de mix de produtos: potencial de consumo em Vitória - ES
Potencial de consumo para medicamentos e produtos de higiene e cuidado pessoal em Vitória – ES

Como é possível notar, as microáreas Jardim da Penha e Praia do Canto possuem o maior potencial de consumo para produtos farmacêuticos. 

Já que identificamos que as duas microáreas possuem um público com maior poder aquisitivo, podemos supor que são boas regiões para abrir uma farmácia e aplicar preços mais altos.

Uma mudança significativa, em comparação com o primeiro mapa, é que a microárea de Itararé possui um potencial de consumo mediano, tornando a região a melhor opção para uma farmácia popular.

Já as demais microáreas, por ter um baixo potencial de consumo para itens farmacêuticos, podem não ser uma boa opção.

No entanto, é importante lembrar que esses são apenas alguns exemplos de análises que sua farmácia pode fazer para definir o mix de produtos ideal

Com o Farmácias OnMaps, da Geofusion, é possível ir além e encontrar informações como:

  • Mapeamento dos concorrentes diretos e indiretos;
  • Cruzamento de idade e renda para identificação de público-alvo;
  • As regiões de maior concentração de empresas e movimentação de pessoas;
  • A projeção de crescimento da população (TGCA);
  • Características predominantes em determinadas regiões;
  • Demografia e fluxo de passantes;
  • E muito mais!

Quer saber mais sobre como o geomarketing pode ajudar no crescimento de farmácias? Clique no banner abaixo para baixar nosso ebook gratuitamente:

ebook-crescimento-farmacias
Tags           
Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

12 tipos de estoque no varejo e na indústria

Rota de vendas: como fazer com geomarketing

Canais indiretos: o que são e como alcançá-los com geomarketing

Loja perfeita no varejo: o que é e como tornar o ponto de venda mais eficiente