Publicado em 16/12/2022

Análise geográfica: entenda as principais aplicações para tomada de decisão

Análise geográfica: entenda as principais aplicações para tomada de decisão

Geofusion Geofusion
LinkedIn
Compartilhe:
análise geográfica

Uma análise geográfica consiste em uma forma de avaliação de dados que usa mapeamento e ferramentas geográficas como apoio. Assim, tenta extrair insights e conclusões inteligentes para favorecer as decisões de negócio.

Esse tipo de análise busca aplicações dos conceitos geográficos para entender a distribuição de consumidores em um local, bem como identificar oportunidades de venda. Permite uma análise demográfica, comportamental e outras.

Nesse sentido possibilita chegar a melhores resultados, a partir da identificação de padrões e tendências importantes.

Entenda melhor essa questão com o conteúdo a seguir.

O que é uma análise geográfica?

A análise geográfica é uma forma de análise que considera mapas e dados geográficos. Ou seja, considera espaços reais, mapeados, como fontes para analisar e buscar insights.

O objetivo é tentar encontrar padrões, ideias, insights, tendências que os mapas revelam. Dessa forma, a empresa consegue tomar uma decisão clara e consistente, que a leva a um resultado promissor.

Por exemplo, a empresa pode fazer uma análise das regiões mais interessantes para abrir unidade em uma cidade. Essa análise pressupõe quantidade de pessoas que passam pelo local, o tipo de público que frequenta, pessoas que moram mais perto, o tipo de bairro, etc.

o que é análise geográfica

A partir de um cruzamento com outras segmentações de mercado, como as análises demográficas, psicográficas e comportamentais, é possível entender se existe ali um bom potencial para investimento ou não.

A análise geográfica é uma análise tipicamente visual, que considera os pontos no mapa, as zonas e o relacionamento entre os diversos pontos. Permite também filtragens de acordo com os ângulos de análise que a empresa precisa explorar.

Ou seja, pensando em um mapa de uma cidade, por exemplo. É possível dividir os focos de investigação por unidades menores, como bairros e ruas. É viável então dividir a análise de acordo com isso, para verificar as variáveis com maior clareza.

Da mesma forma, se for necessário, o analista consegue também expandir a visão para pegar uma amplitude maior. Tudo depende do objetivo e do que se quer verificar em cada cenário.

Quais são os tipos mais comuns de análise geográfica?

Vamos comentar agora os tipos de análise geográfica.

Temos a análise de concentração de pessoas. Esse tipo de verificação tenta identificar os locais com maior quantidade de moradores e visitantes por metro quadrado. Essa é uma boa investigação para descobrir onde abrir uma loja, por exemplo.

É como tentar entender quais locais apresentam um potencial maior de vendas e maior concorrência.

É possível também fazer uma pesquisa com relação à renda média em cada região. Essa análise pode até ser anônima e considerar apenas as características de quem mora naquele local, sem pessoalizar demais.

Nesse sentido, a empresa entende como as características de comportamento estão associadas com o nível de renda em cada local.

A renda média pode ser levantada por cidade, por bairro, por rua, a depender do filtro desejado. Os dados ficam dispostos no mapeamento para facilitar a compreensão.

Também existe uma análise geográfica voltada para identificar potencial de consumo. Nesse caso, se descobrem os hábitos de consumo em cada região, em cruzamento com dados sobre renda e outras variáveis.

Dentro do dashboard e do mapa interativo, o analista tem liberdade para buscar os melhores filtros e as melhores formas de visualização. Dessa forma, pode identificar os insights que precisa para chegar às melhores decisões.

Quais as principais aplicações de informações geográficas para tomada de decisão?

Nesta seção, vamos finalmente discutir as aplicações do uso de informações da análise geográfica.

Em primeiro lugar, podemos retomar o exemplo de expansão da empresa com novas lojas. Antes de decidir onde abrir uma unidade e como se portar para conseguir sucesso, a organização pode recorrer a uma análise de mapas.

Essa análise — que considera os locais com maior potencial de consumo, as áreas mais lucrativas e as chances de menor competitividade — favorece as decisões. É possível saber onde a empresa deve abrir a loja para maximizar o retorno.

Dá para saber também onde a companhia enfrentará a maior concorrência, onde terá acesso a pessoas com rendas maiores, onde enfrentará riscos maiores de ser deixado pelos clientes, etc.

No geral, essa análise geográfica permite também melhorar as vendas e aumentar o número de negociações feitas.

Ou seja, a empresa poderá entender melhor o perfil do seu consumidor e as características geográficas referentes ao perfil de consumo na região para otimizar resultados.

Se a empresa pensa em entregas e em negociações de e-commerce, também é possível tomar as melhores decisões nesse quesito com o apoio da inteligência geográfica.

aplicações análise geográfica

A análise geográfica permite detectar os melhores pontos para abrir uma unidade, pensando em entregas. Ou ainda permite definir as melhores rotas para seguir, de modo a garantir entregas eficientes aos clientes.

Todas essas questões podem ser analisadas antes de estruturar um projeto de entregas, por exemplo. A empresa pode chegar a uma previsão de quanto precisará gastar com combustível, ao considerar onde está a maior parcela do seu público no mapa.

Entenda melhor como a Geofusion pode ajudar a sua empresa com análise geográfica para tomar melhores decisões!

A análise geográfica permite eliminar pontos cegos e facilitar a gestão de uma empresa. Facilita a tomada de decisão e otimiza os resultados a partir de uma análise acertada e consistente.

O olhar para os mapas viabiliza a identificação de oportunidades. Ao estudar o potencial de consumo, as regiões de maior concentração e os locais mais interessantes para investir, a empresa consegue chegar ao máximo de lucratividade, sem tantos gastos.

Em suma, consegue expandir as operações, reduzir despesas, estruturar programas de entrega e aumentar as vendas. Tudo isso com o apoio de mapas interativos e formas inteligentes de visualização.

Nova call to action

Tags
Geofusion Geofusion
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

12 tipos de estoque no varejo e na indústria

Rota de vendas: como fazer com geomarketing

Canais indiretos: o que são e como alcançá-los com geomarketing

Loja perfeita no varejo: o que é e como tornar o ponto de venda mais eficiente