Publicado em 29/06/2023

Censo demográfico 2022: confira as novidades sobre população e domicílios

Censo demográfico 2022: confira as novidades sobre população e domicílios

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Censo demográfico

Finalmente, chegou o dia tão aguardado por muita gente (inclusive por nós, da Geofusion). As primeiras informações do censo demográfico acabam de ser lançadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dados sobre crescimento da população e número de domicílios são os primeiros de uma série que começa a ser disponibilizada em lotes até, presume-se, o ano de 2025.

Para o Censo 2022, mais de 95% dos domicílios do Brasil foram abordados, o que contabiliza 106,8 milhões de endereços em 8,5 milhões de quilômetros quadrados.

Segundo o IBGE, foram respondidos mais de 79 milhões de questionários, dos quais 88,9% com 26 quesitos e 11,1% com 77 quesitos. Ao todo, 98,88% das entrevistas foram em modo presencial; as demais, via internet ou telefone.

Quer conhecer os destaques deste levantamento inédito e tão esperado por governos, empresas e sociedade? Então siga lendo o artigo.

Nova call to action

Censo demográfico: população por estados

No total, somos 203.602.512 de brasileiros. Esse número é a fotografia da população até 1 de agosto de 2022, data que este recorte do Censo foi fechado.

Crescemos 6,5% desde 2010, quando éramos 190.755.799 de pessoas. Esse é o menor número da série histórica, que se iniciou em 1872, na monarquia governada por Dom Pedro II.

A região Sudeste continua sendo a mais populosa, com 41,8% do total de habitantes do país. Na sequência, estão o Nordeste (26,9%), Sul (14,7%), Norte (8,5%) e Centro-Oeste (8%).

Os cinco estados com maior crescimento populacional são:

  1. Roraima – 40,92%
  2. Mato Grosso – 24,68%
  3. Santa Catarina – 24,23%
  4. Goiás – 15,78%
  5. Mato Grosso do Sul – 15.71%

Uma das explicações para o salto de Roraima é a chegada de muitos imigrantes, principalmente vindos da Venezuela, nos últimos anos – o IBGE contabilizou a presença de estrangeiros no país, no Censo 2022.

Confira abaixo o mapa com as taxas de crescimento de todos os estados e a diferença populacional absoluta entre os Censos de 2010 e 2022:

São Paulo continua no posto de estado mais populoso do país, com 44,4 milhões de habitantes (21,88% da população brasileira).

Completam o ranking Minas Gerais, com 20,5 milhões de habitantes, e Rio de Janeiro, com 16 milhões.

Já o estado com menor população, apesar de estar no topo dos que mais cresceram, é também Roraima, com 636 mil habitantes.

População por municípios

A taxa de crescimento nos últimos 12 anos, contabilizando desde o último Censo, de 2010, foi de 0,52% ao ano, o menor nível desde o primeiro Censo realizado no Brasil.

Dos 5.570 municípios brasileiros, 3.168 ganharam habitantes entre o período do último Censo, representando 59,9% do total.

Já os que perderam habitantes representam 43% do total, sendo 2.399 municípios entre 2010 e 2022.

A cidade mais populosa do Brasil é São Paulo, com 11.451.245 habitantes. Em segundo lugar está o Rio de Janeiro (6.211.423), seguido de Brasília (2.817.068).

Apenas 5% das cidades brasileiras concentram mais da metade da população. Ao todo, são 115,6 milhões de habitantes, ou 56,95% da população, vivendo em apenas 319 municípios.

Veja também o ranking dos bairros mais populosos do Brasil! Leia clicando aqui.

Quais cidades mais cresceram?

Como você viu, São Paulo permanece sendo a cidade mais populosa do país O aumento foi de 1,76% em relação ao Censo 2010. Já o Rio de Janeiro, a segunda colocada, diminuiu sua população: queda de 1,72% no período.

Veja abaixo o ranking dos 10 municípios mais populosos do Brasil e sua taxa de crescimento entre 2010 e 2022:

Panorama dos domicílios

Bem como a taxa de crescimento populacional, a média de moradores por domicílio no país caiu de 3,31 para 2,79 frente a 2010. O estado do Amazonas tem a maior média de moradores por domicílio (3,64), enquanto o Rio Grande do Sul, a menor, com 2,54.

Apesar desta queda, o número de domicílios total cresceu 34%, totalizando 90,7 milhões.

São Paulo, além de ser o município mais populoso do Brasil, tem também o maior número de domicílios, com 4,9 milhões. Comparando aos dados de 2010, o crescimento foi de 27%.

A densidade populacional permanece desigual entre as regiões. O Norte, a maior região brasileira, representa 45,2% de todo o território do país, mas possui uma densidade de 4,5 habitantes por km².

Já no Sudeste, mesmo sendo uma região menor, a média é de 91,8 pessoas por km².

No país, o número de habitantes por quilômetro quadrado passou de 22,43 para 23,8, representando um crescimento de 6,11%.

Veja agora abaixo a representação do crescimento no número de domicílios no país:

Censo 2022: os dados mais atualizados já estão na Geofusion

Os dados mais atualizados você encontra na Geofusion!

Com a nova atualização do Censo demográfico 2022, nosso time de especialistas trabalhou rapidamente para integrar os dados de população e domicílios para estados e municípios em nossas soluções.

Além disso, você também pode fazer um comparativo entre 2010 e 2022 diretamente no OnMaps.

Com todas essas possibilidades de análises, sua empresa consegue ter uma compreensão muito maior de seu posicionamento no mercado, além de um entendimento mais profundo sobre seu público-alvo.

Quer saber mais sobre a melhor ferramenta de inteligência geográfica do mercado? Solicite uma demonstração, preenchendo o formulário abaixo:

Tags           
Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

12 tipos de estoque no varejo e na indústria

Rota de vendas: como fazer com geomarketing

Canais indiretos: o que são e como alcançá-los com geomarketing

Loja perfeita no varejo: o que é e como tornar o ponto de venda mais eficiente