Publicado em 14/06/2023

4 dicas para um modelo de previsão de vendas no varejo

4 dicas para um modelo de previsão de vendas no varejo

Geofusion Victor Melo
LinkedIn
Compartilhe:
05. Modelos de Previsão de Vendas-2

Em redes de varejo ou serviços de qualquer porte ou segmento, estabelecer um modelo de previsão de vendas é algo importante para entender a performance que as novas lojas terão, diminuindo riscos e possibilitando a visualização de oportunidades futuras.

Isso porque, ao fazer um planejamento desses, as estratégias de expansão se tornam mais assertivas.

Afinal, há maior compreensão a respeito da abrangência do negócio, do público-alvo ao qual ele atende e o quanto vale a pena investir em determinados locais.

Por outro lado, em companhias de grande capilaridade e que possuem formatos distintos de estabelecimentos, essa tarefa se torna mais complexa.

Quais as diferenças entre os resultados de um ponto comercial pequeno e de um maior? E entre lojas de grandes centros urbanos em comparação às situadas em cidades do interior?

Com uso da inteligência geográfica de mercado, variáveis como essas se tornam simples de serem descobertas. Saiba mais sobre isso neste post e, também, qual a melhor forma de realizar essa análise para potencializar os resultados da sua companhia.

Dica 1: Colete dados internos para seu modelo de previsão de vendas

O primeiro passo para quem quer fazer uma projeção precisa e eficiente consiste em observar o que a sua empresa já possui de informações disponíveis.

Para isso, é importante que você tenha uma base a respeito do comportamento de consumo de seus clientes ou até mesmo do perfil deles.

E como fazer algo assim? Trata-se de uma tarefa relativamente simples: durante a jornada de compra, colete dados como endereço ou até mesmo idade das pessoas que adquirem algum item em suas lojas.

Caso sua empresa já possua um controle desses, pode cruzar com informações sobre as vendas de cada unidade, identificando nuances conforme mix e formatos de lojas.

Desta forma, a análise se torna mais profunda e, quanto mais for possível descobrir sobre esses clientes, maior a precisão do estudo.Atualmente, há companhias que identificam fatores como gênero, renda média e frequência com que determinados clientes compram categorias de produtos específicos, o que ajuda a direcionar abertura de novas lojas, direcionamento de produtos, promoções e assim por diante.

Dica 2: Refine sua análise de acordo com cada formato

No setor varejista, é comum que as empresas invistam em lojas com características distintas conforme a localidade, os objetivos de negócio ou o público-alvo a que atendem.

A Cacau Show, por exemplo, possui estabelecimentos pensados especificamente para grandes centros urbanos, e outros adaptáveis a diferentes cidades, além dos quiosques situados em shopping centers.

Outro caso é o do O Boticário, que desenvolve lojas-conceito focadas na experiência de seus clientes, as quais são alocadas conforme o perfil das pessoas que frequentam os bairros onde elas são abertas.

Isso demonstra o quanto cada ponto comercial pode ter especificidades que, de alguma forma, acabam impactando em sua performance como um todo.

No entanto, em cenários nos quais a expansão precisa ser feita para dezenas ou mesmo centenas de unidades com agilidade, de que modo é possível obter um modelo de previsão de vendas que funcione para elas?

Ter o apoio de especialistas em inteligência geográfica de mercado – como os da Geofusion, líder no segmento há mais de 20 anos – é a principal solução utilizada por grandes e médias companhias na construção de seu modelo de previsão de vendas.Com a expertise de profissionais de estatística e ciência de dados, os estudos são realizados de maneira customizada para cada negócio, utilizando técnicas de machine learning e IA na criação de uma Calculadora Personalizada de Previsão de Vendas.

Nova call to action

Dica 3: Use a geografia a seu favor na expansão

Utilizar a inteligência geográfica para medir o potencial de vendas nas novas lojas é um trabalho que permite entender muitos fatores antes pouco evidentes.

Isso porque se trata de um conhecimento no qual é possível entender sobre características populacionais, territoriais e de mercado dos lugares onde sua empresa já atua ou pretende expandir.

Entre as informações passíveis de serem obtidas com esse tipo de análise estão:

  • Faixa etária dos clientes e prospects, quantidade de domicílios na região e intenção de compra;
  • Presença da concorrência em diferentes localidades, distância em relação às suas unidades e competitividade local;
  • Área de influência da empresa, permitindo compreender a dimensão do trajeto que as pessoas se dispõem a percorrer até sua loja;
  • Entre diversas outras.

Dados como esses são amplamente utilizados para mapear oportunidades e apontam inúmeros caminhos de crescimento no varejo.

No entanto, com a metodologia exclusiva da Geofusion, os estudos são personalizados de modo a serem realizados de maneira rápida e intuitiva.

Desta forma, você consegue prever o faturamento da sua nova unidade com poucos cliques, caso do exemplo de uso abaixo de aplicação da Calculadora Personalizada de Previsão de Vendas:

Modelos-de-Previsao-de-Vendas-3
Previsão de vendas de um ponto fictício em São Paulo (SP)

Dica 4: Aplique em larga escala para suas novas lojas

Uma vez compreendidos os principais fatores que estão por trás do sucesso das suas unidades, a tarefa de estimar os resultados delas se descomplica.

Por exemplo, uma mesma rede pode ter performance relevante em áreas tanto com poder de compra mais alto quanto em bairros de classe C – isto é, com renda média domiciliar entre R$ 1.433 e R$ 4.515 mensais.

Isso pode ter relação com a quantidade de moradores em cada um desses lugares, o número de estabelecimentos próximos que atraem fluxo de pessoas e assim por diante.

Com um modelo de previsão de vendas criado a partir de expertise geográfica em uma solução de inteligência artificial, essas variáveis não são apenas identificadas, mas também condensadas em um método robusto de ser aplicado e, especialmente, replicado.

Assim, os estudos de expansão da sua empresa ganham em tempo, redução de custos e confiabilidade. Que tal saber mais a respeito? É só acessar abaixo:

Nova call to action
Geofusion Victor Melo
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

6 formas de planejar e executar sua captação de alunos

Como abrir uma franquia com inteligência geográfica

Sell in e sell out: o que é e como vender mais com geomarketing

Strip Malls: o que são e quais as vantagens no varejo