Publicado em 05/03/2024

Perfil de consumo: o que é e como descobrir o do seu público?

Perfil de consumo: o que é e como descobrir o do seu público?

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Perfil de consumo

Analisar o perfil de consumo do público-alvo é uma tarefa complexa e exige atualização constante. Afinal, vivemos em um país de dimensões continentais e as demandas da população mudam conforme o tempo passa.

O estilo de vida, a opinião e os comportamentos do consumidor se alteram ao longo dos anos. Além disso, as variáveis sociodemográficas e geográficas, entre outras, são importantes dentro desse tipo de análise. 

Por exemplo, aspectos como a predominância de pessoas com características específicas em certas regiões, o aumento ou a queda de renda e também a facilidade de chegar a uma loja influenciam bastante na jornada de compra.

Tem mais coisas relevantes para se entender sobre esse tema! Por isso, te convidamos a acompanhar os seguintes tópicos:

  • o conceito detalhado de perfil de consumo;
  • por que é importante perfilar corretamente os consumidores;
  • como descobrir o perfil de consumo dos clientes e prospects aderentes aos serviços da sua empresa;
  • como usar a inteligência geográfica para desvendar o perfil de consumidor em um país tão diverso como o Brasil;
  • e muito mais!

O que é perfil de consumo?

O perfil de consumo é um retrato detalhado das preferências e comportamentos de compra de um indivíduo ou grupo.

Ele inclui hábitos, interesses e demografia, fornecendo informações valiosas para as empresas personalizarem suas estratégias.

Esse perfil revela características demográficas, como idade, gênero e renda, e também mergulha nas motivações, valores, necessidades e comportamentos que influenciam as escolhas de compra de uma pessoa.

Além disso, o perfil de consumo também inclui fatores psicográficos, ou seja, os aspectos emocionais e psicológicos que moldam a forma como uma pessoa aborda a aquisição de bens e serviços. 

Em outras palavras, diferentes públicos podem se identificar com certos estilos de vida, pertencer a grupos específicos e buscar status, por exemplo.

Essas características definem o perfil de consumo e também segmentam o mercado.

Como é possível perceber, entender o perfil de consumo do seu público-alvo faz enorme diferença para encantar o cliente e maximizar seus lucros.

ebook-onde-esta-quem-e-cliente-ideal

Qual a importância de entender o perfil de consumo?

Sob a ótica de Vendas, Marketing e Inteligência de Mercado, essa análise é um processo que envolve a construção de um retrato detalhado do cliente ideal de uma empresa. 

Isso, em síntese, reunindo e analisando informações de fontes variadas em busca de insights acionáveis.

É correto dizer também que a construção do perfil de consumo oferece uma visão aprofundada sobre quem é o cliente mais aderente às ofertas.

E mais: como ele toma decisões de compra e quais são seus interesses reais são inferências válidas para diversas iniciativas estratégicas.

Sem isso, é impossível personalizar corretamente o mix de produtos, precificar com mais assertividade, trabalhar o posicionamento de mercado da companhia, elaborar comunicações sob medida, entre outros tipos de estudos e ações.

Em síntese, os benefícios do perfilamento adequado do consumidor são:

  • tomada de decisões embasadas em dados e, portanto, menos guiadas pela intuição ou por tentativa e erro;
  • estratégias mais direcionadas e certeiras;
  • segmentação correta dos públicos-alvo;
  • mitigação de prejuízos que acontecem ao se criar estratégias para consumidores que não têm fit para o negócio;
  • atendimento personalizado aos compradores e consumidores;
  • personalização de produtos e serviços;
  • aumento das taxas de satisfação e retenção de clientes;
  • fortalecimento da marca;
  • ganho de competitividade frente à crescente oferta de produtos e serviços similares;
  • e vários outros.

Como descobrir o perfil de consumo da sua empresa?

Até aqui, você já entendeu: uma compreensão diferenciada das preferências, hábitos e necessidades do consumidor capacita sua empresa a selecionar ofertas, além de estruturar e executar estratégias que potencializam resultados

Essa abordagem direcionada geralmente gera maior engajamento , fidelidade e, em última análise, receita.

Vamos falar agora, em termos bem práticos, sobre como fazer isso. Confira nos tópicos a seguir.

Revisite seu público-alvo

Uma auditoria para garantir a compreensão das características demográficas, como idade, gênero, localização, estado civil, renda média mensal, escolaridade e ocupação é um passo inicial importante. 

Além disso, é preciso analisar:

  • hábitos de consumo;
  • dores, desejos e necessidades;
  • nível de afinidade com a marca;
  • assuntos de maior interesse;
  • redes sociais favoritas e outros hobbies;
  • principais influenciadores nas decisões de compra;
  • motivos que levaram à escolha da marca.

Avalie a satisfação do cliente

Vale a pena também olhar com bastante detalhe a satisfação dos clientes já conquistados. 

Isso pode ser feito por meio de pesquisas de NPS, feedbacks diretos e análise de comportamento pós-compra. 

Dessa forma, pode-se inferir oportunidades e pontos de melhoria para inovação no atendimento e na oferta de produtos ou serviços.

Crie personas e mapas de empatia

Um próximo passo recomendado é o desenho de representações (personas), buscando personificar e caracterizar detalhadamente o cliente ideal. 

O mapa de empatia complementa a persona, trazendo mais detalhes sobre sua personalidade ao responder perguntas sobre o que ela pensa, sente, ouve, vê, fala, faz, suas dores e necessidades.

No detalhe, o mapa de empatia deve conter as seguintes seções:

MAPA DE EMPATIA PARA PERFILAMENTO DE CONSUMO
SeçãoPerguntas/Considerações
O que o cliente pensa e sente?Quais são seus verdadeiros sentimentos sobre produtos/serviços similares ao seu? Quais são suas maiores preocupações, medos, esperanças e sonhos relacionados ao seu nicho de mercado?
O que o cliente vê?Que tipo de oferta ele encontra no mercado? Como são as experiências dos seus amigos, familiares e colegas com produtos/serviços similares? Que influências ele recebe das redes sociais, mídia e publicidade?
O que o cliente ouve?Que tipo de feedback ou conselhos ele recebe de outras pessoas? Que informações ele considera confiáveis? Quais são as fontes de influência mais fortes para ele (influenciadores, líderes de opinião, fóruns, etc.)?
O que o cliente diz e faz?Como ele descreve suas necessidades e desejos relacionados ao seu produto/serviço? Que tipo de linguagem ele usa? Quais são suas ações habituais quando busca, avalia ou consome produtos/serviços similares?
Quais são as dores do cliente?Quais problemas ele enfrenta com as soluções atuais no mercado? Quais são suas maiores frustrações ao tentar satisfazer suas necessidades ou desejos? Existem obstáculos ou barreiras que o impedem de alcançar suas metas?
Quais são as necessidades e ganhos do cliente?O que ele realmente deseja ou precisa alcançar? Quais benefícios ele busca em um produto/serviço? Que soluções poderiam realmente fazer a diferença na sua vida?

Faça pesquisas de mercado

As pesquisas de mercado seguem sendo indispensáveis para traçar o perfil de consumo. Elas permitem construir sua persona com mais segurança, entrevistando pessoas reais que representam o seu público. 

Mas, atenção: os questionários precisam ser adaptados ao modelo do negócio. Só assim é possível coletar informações relevantes.

Utilize dados concretos 

Sua empresa jamais deve perder de vista que a construção do perfil de consumo tem que  ser baseada em estudos e dados concretos – nunca em suposições. 

Dentro disso, é preciso coletar e analisar informações de fontes internas e externas. Isso por meio de aplicações tecnológicas avançadas — soluções de geomarketing, por exemplo, como você vai ver mais adiante.

Integre dados de múltiplos canais

Nesta atividade data driven, a integração de informações de diferentes canais — online e offline — fornecem uma visão holística do perfil de consumo. 

Isso inclui informações de vendas, interações em redes sociais, comportamento no site, feedback de atendimento ao cliente, entre outros. 

Basicamente, uma abordagem multicanal assegura que todas as facetas do comportamento do consumidor sejam consideradas no exercício de perfilar com método.

Mantenha os dados atualizados

O perfil de consumidor nunca é estático na atual dinâmica mercadológica em que vivemos, pois as preferências e necessidades mudam com cada vez mais frequência. 

Logo, manter uma rotina de atualização dos dados coletados é bastante recomendado. 

Ou seja, deve-se revisar e atualizar regularmente as informações, garantindo que a consciência do time envolvido, bem como as estratégias e abordagens permaneçam eficazes.

Analise o comportamento do consumidor online

Por fim, o cenário atual exige — ao mesmo tempo em que proporciona facilidades para — entender o comportamento do consumidor online. 

Isso inclui analisar como os consumidores interagem com sua marca nas redes sociais, quais plataformas preferem e como buscam informações sobre produtos ou serviços.

5 dicas para mapear o perfil do consumidor

Entender o perfil do consumidor brasileiro é tarefa das mais árduas. Afinal, no Brasil existe todo tipo de público-alvo.

Entretanto, particularidades regionais podem ser observadas por qualquer empresa ou rede interessada em encontrar seu mercado consumidor ideal. Um software de geomarketing é ideal para isso.

Afinal, os mapas podem ser riquíssimas fontes de informação para a inteligência de mercado de empresas varejistas. Há uma infinidade de cenários que são mais facilmente apresentados e compreendidos com ajuda de representações geográficas.

Então veja a seguir 5 mapas para entender o perfil de consumo no Brasil.

1. Descubra a faixa etária do seu cliente ideal

Uma das formas de entender o perfil de consumo é identificando em que lugar do país a faixa etária do seu público-alvo está mais presente.

Com uma ferramenta de geomarketing, você consegue descobrir e visualizar essa informação:

Perfil de consumo: entenda a faixa etária da população
População entre os 25 e 34 anos nos estados brasileiros

Do verde ao vermelho você pode ver quais estados possuem maior quantidade de pessoas entre os 25 e os 34 anos.

Como é possível perceber, São Paulo e Minas Gerais são os estados com maior quantidade desse público. Com essa informação, já é possível definir algumas estratégias.

Mas vamos ver com mais detalhes outras características para compreender o perfil de consumo.

2. Analise a renda média da população

Uma característica fundamental a descobrir sobre seu público-alvo é saber a renda média predominante entre essas pessoas. Afinal, a sua comunicação, mix de produtos/serviços e o posicionamento da sua marca precisam estar adequados ao seu público.

Consumidores de maior poder aquisitivo associam preço à qualidade, pagando mais caro, enquanto os de menor costumam evitar valores muito altos. Por isso, é fundamental compreender a renda média para precificar seus produtos.

Então veja abaixo qual é a faixa de renda média predominante em cada município do estado de Minas Gerais:

Descubra as faixas de renda para saber o perfil de consumo
Renda média por faixas, nos municípios de Minas Gerais

Como você pode ver, o estado mineiro tem, em sua maioria, municípios onde a faixa de renda média predominante é a C1, em amarelo. Em seguida está a C2, em laranja, e em terceiro lugar fica a classe B2, em verde claro.

Tanto a classe A quanto as D e E não são predominantes em nenhum município do estado analisado. 

Já a média de renda resultando na classe B1 está presente em apenas um município: Nova Lima. É nele que iremos focar na próxima análise.

Siga lendo!

3. Investigue e descubra onde há crescimento da renda

Como você viu acima, Nova Lima é um município em que a média da renda da população é a B1 (renda média entre R$ 8.058,01 a R$ 16.094).

Mas será que a renda dos nova-limenses cresceu com o tempo? Uma análise da Taxa Geométrica de Crescimento Anual (TGCA) de renda média revela essa informação.

No mapa que segue, veja a representação precisa da taxa de crescimento da renda média em Nova Lima:

TGCA da renda média de Nova Lima – MG por setores censitários

Do verde ao vermelho você pode ver os setores censitários onde a renda média cresceu ou diminuiu. O dado é uma projeção 2010-2022 da Geofusion.

Com essa análise, você consegue entender como cresceu ou caiu a renda da população, o que faz toda diferença para mapear o perfil de consumo do seu público-alvo. 

Afinal, uma região onde os habitantes prosperaram e conquistaram maior poder aquisitivo pode se tornar uma ótima região para investir.

4. Entenda o potencial de consumo por região

O dado de potencial de consumo é um dos mais importantes na hora de entender o perfil de consumo do seu público. Afinal, esse dado determina quanto dinheiro a população possui para gastar em diversas categorias.

Então, partindo agora para a capital mineira, vamos ver qual é seu potencial de consumo:

Potencial de consumo por microáreas em Belo Horizonte – MG

Você pode observar, do verde ao vermelho, onde estão as microáreas com o maior e menor potencial de consumo em Belo Horizonte. Destacam-se nesta análise as microáreas Funcionários e Serra.

5. Identifique com precisão a intenção de compra para o seu mix

Por fim, com uma solução de inteligência geográfica também é possível entender o quanto a população está disposta a gastar com diferentes tipos de produtos e serviços.

Você consegue, por exemplo, filtrar entre categorias como alimentação dentro e fora do lar, medicamentos, vestuário, mensalidades, bebidas e muito mais. 

Digamos que você queira fazer análise de potencial de consumo para roupas femininas.

No mapa a seguir, nós te mostramos como ela se conforma na microárea Funcionários, em BH. Veja:

Potencial de consumo para roupas femininas na microárea Funcionários em Belo Horizonte, por setores censitários

No detalhe, uma ferramenta de geomarketing te possibilita fazer análises que vão desde o macro (estados e municípios) até micro análises — como a que você vê acima.

Note como podemos entender a intenção de compra nos quarteirões, tendo, assim, informações precisas e acuradas sobre o perfil de consumo da população.

Infográfico: E se o Brasil fosse composto por 100 pessoas?

Você já imaginou como seria se o Brasil tivesse apenas 100 pessoas? Como elas estariam espalhadas pelo país?

Utilizando a melhor ferramenta de geomarketing do mercado, conseguimos analisar o Brasil e diminuir a proporção dos dados. Dessa forma, fica ainda mais fácil compreender o perfil de consumo do brasileiro.

Confira no infográfico abaixo:

E se o Brasil fosse composto por 100 pessoas? Entenda o perfil de consumo do brasileiro!

Conclusão

Como você pôde ver neste artigo, o uso do geomarketing é fundamental para entender o perfil de consumo do seu público-alvo.

Mas você sabia que há muito mais a fazer e descobrir com essa metodologia?

Preparamos um material incrível com tudo que você precisa saber sobre inteligência geográfica de mercado, ou geomarketing.

Para conferir é só clicar no banner abaixo:

Nova call to action
Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

12 tipos de estoque no varejo e na indústria

Rota de vendas: como fazer com geomarketing

Canais indiretos: o que são e como alcançá-los com geomarketing

Loja perfeita no varejo: o que é e como tornar o ponto de venda mais eficiente