Publicado em 26/01/2024

3 dicas de como descobrir novos mercados potenciais

3 dicas de como descobrir novos mercados potenciais

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Novos mercados potenciais

A descoberta de novos potenciais mercados costuma estar sempre no radar das companhias varejistas. Seja como perspectiva de oportunidades a serem aproveitadas ou mesmo em planejamentos formais.

Tanto é que a estimativa é de que o setor movimente 34,52 bilhões de dólares globalmente até 2031 em ferramentas e serviços de análises mercadológicas, segundo a Straits Research.

Agora, como fazer isso de forma estratégica? É que vamos te ajudar a pensar a seguir, a partir dos seguintes tópicos:

  • um detalhamento do conceito de novos mercados;
  • uma lista de benefícios desse tipo de investigação orientada ao crescimento;
  • algumas dicas para compreendê-la;
  • e muito mais.

Acompanhe!

O que são novos mercados potenciais?

Novos mercados potenciais normalmente são segmentos de consumo, região ou grupos demográficos provavelmente aderentes aos produtos ou serviços de uma empresa.

Eles podem surgir por várias razões, incluindo avanços tecnológicos, mudanças nas preferências dos consumidores e movimentos macroeconômicos. Além disso, há casos em que se revelam a partir da emergência de necessidades completamente novas na sociedade.

Neste sentido, quando devidamente mapeados, novos mercados potenciais representam oportunidades significativas de crescimento e competitividade. Por exemplo, com a abertura de novas lojas ou unidades de negócios em locais com demanda reprimida.

Quais as vantagens de explorar novos mercados?

Veja, a seguir, um detalhamento dos principais benefícios obtidos por varejistas que exploram estrategicamente novos mercados.

Acesso a novos clientes

Isso é particularmente importante para negócios que estão saturados em seus mercados atuais e, portanto, precisam diversificar sua base de consumidores.

A entrada em novos mercados abre portas para nichos não atendidos ou subatendidos, proporcionando um novo fluxo de receita.

Diversificação de riscos

Depender de um único mercado pode ser arriscado, especialmente em momentos de desaceleração econômica ou mudanças regulatórias adversas.

A expansão reduz a dependência e distribui os riscos, por exemplo, entre filiais estabelecidas em áreas de poder aquisitivo distinto.

Aumento da competitividade

Isso pode ser especialmente benéfico em segmentos nos quais a concorrência é menor do que no mercado de origem. Além disso, a aprendizagem e a experiência adquiridas costumam ajudar no esforço de melhorar as operações e estratégias.

Oportunidades de inovação

Novos mercados frequentemente exigem adaptações — de produtos, serviços, operações, entre outras frentes.  Isso requer inovações incrementais ou disruptivas que, consequentemente, potencializam resultados em curto, médio e longo prazo.

Crescimento de faturamento, receita e lucratividade

Ao acessar novos grupos de clientes e criar demanda adicional, as empresas podem experimentar um crescimento substancial. O que normalmente não seria possível se limitassem suas operações ao mercado atual.

Melhorias na reputação organizacional

Companhias bem-sucedidas em diversos mercados veem suas imagens reforçadas perante seus stakeholders. Desde funcionários até clientes, passando por investidores, credores e outros públicos.

Acesso a novos talentos

A expansão para novos mercados também costuma dar acesso a profissionais com experiências diferenciadas.

Com isso, é possível aproveitar a diversidade de perspectivas e habilidades para enriquecer a cultura organizacional e impulsionar resultados.

Expansão da rede de parcerias

Por fim, ao entrar em novos mercados, as companhias têm a oportunidade de expandir sua rede de parcerias.

Isso pode incluir fornecedores locais, distribuidores, e até mesmo outras empresas para colaborações estratégicas.

kit-expansao-2024

Quais os tipos de estratégia de expansão para novos mercados mais comuns?

São várias as estratégias de expansão para novos mercados potenciais. Confira, a seguir, um detalhamento das mais comuns.

Expansão geográfica

Esta abordagem envolve levar produtos ou serviços existentes para novas regiões. Ela pode ser a entrada em uma nova cidade ou, mais complexa, em outro país.

A chave para o sucesso nesta estratégia é a pesquisa cuidadosa do mercado-alvo, compreendendo as necessidades e preferências locais. Muitas vezes, também é necessário adaptar ofertas e táticas de Marketing, entre outras frentes, para se adequar ao novo público.

Diversificação de produtos ou serviços

Diversificar produtos ou serviços é outra estratégia comum para explorar novos mercados potenciais. Normalmente, ela requer investimentos em pesquisa e desenvolvimento — visando criar ou modificar ofertas para atender às preferências dos clientes a serem conquistados.

Essa prática costuma ser usada pelas companhias para reduzir a dependência de um único produto ou mercado, espalhando o risco e aproveitando novas oportunidades de crescimento.

Entrada em novos setores

Um pouco mais arriscada, essa estratégia exige uma compreensão profunda do novo setor, incluindo as dinâmicas de mercado, a concorrência, e as necessidades dos clientes.

Esse tipo de movimento geralmente é levado a cabo através de desenvolvimento interno, fusões, aquisições ou parcerias estratégicas. Culminando na diversificação das operações que, por sua vez, pode reduzir a vulnerabilidade a flutuações de um único nicho ou setor.

Franchising

Franchising é uma estratégia popular para empresas que desejam expandir sua presença de mercado sem o alto custo e risco de abrir novos estabelecimentos por conta própria.

Ao franquear seu modelo de negócios, elas podem crescer rapidamente, aproveitando o capital e o esforço dos franqueados.

ebook-futuro-franchisng

Como identificar novos mercados potenciais?

Veja agora algumas dicas para localizar novos mercados com potencial para a estratégia de expansão da sua empresa.

1. Análise de tendências mercadológicas

O primeiro passo para identificar novos mercados potenciais é olhar para as tendências atuais. Isso inclui a análise de relatórios de mercado, a participação em eventos dos setores de interesse e a observação de mudanças no comportamento do consumidor.

Ferramentas tecnológicas especializadas ajudam, bem como relatórios de agências de pesquisa de mercado. Especialmente quando fornecem insights valiosos sobre o que está ganhando popularidade e quais setores, segmentos ou nichos estão em ascensão.

2. Benchmarking

Também o intercâmbio de informações com fornecedores, parceiros de negócios, entidades de classe, entre outros agentes é bastante útil.

Inclusive, o benchmarking competitivo é recomendado. Ele é, basicamente, a análise das estratégias dos concorrentes visando identificar áreas eficientes ou com lacunas que podem ser aproveitadas pela empresa.

3. Coleta e aproveitamento de feedbacks dos clientes

O feedback dos clientes é uma fonte inestimável de informações. Ele também é indispensável no exercício de identificar novos mercados potenciais, pois fornece perspectivas de quem já tem envolvimento com a marca.

Para aproveitá-lo, é preciso realizar pesquisas e entrevistas, bem como reunir grupos focais para entender necessidades não atendidas e frentes nas quais a companhia se destaca.

4. Análise SWOT

Uma ferramenta metodológica interessante para a identificação de novos mercados é a Análise SWOT.

Acrônimo de Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats, essa abordagem ajuda a entender com profundidade as forças e fraquezas da empresa, bem como as oportunidades e ameaças do mercado.

A partir disso, os profissionais envolvidos têm lições aprendidas e dados que amparam decisões sobre áreas potenciais de expansão.

→ Explore o geomarketing para descobrir novos mercados potenciais

O geomarketing é uma metodologia que utiliza dados de localização para revelar oportunidades de novos negócios, direcionar campanhas de marketing, ajudar na segmentação do público-alvo, atrair clientes e aumentar os lucros.

Basicamente, ao integrar informações demográficas, econômicas e sociais ao contexto geográfico, o Geomarketing oferece insights valiosos para a tomada de decisões estratégicas.

Com isso em mente, confira, a seguir, como utilizar soluções e práticas de Geomarketing para descobrir novos mercados potenciais.

Nova call to action

5. Identifique seu público-alvo

Utilize ferramentas de Geomarketing para analisar dados demográficos, como idade, gênero, renda e hábitos de consumo, de diferentes regiões.

Isso permite identificar áreas onde a concentração de seu público-alvo é mais alta, guiando a estratégia de expansão.

Por exemplo, se sua empresa vende roupas para jovens, será possível detectar os bairros de uma determinada cidade onde esse tipo de consumidor mais frequenta.

6. Mapeie o potencial de consumo para seus produtos

Após identificar seu público-alvo, o próximo passo é mapear o potencial de consumo para seus produtos.

O Geomarketing fornece análises profundas de poder de compra e os padrões de consumo em diferentes áreas, por faixa etária, e assim por diante.

Isso envolve estudar a frequência de compras, o valor médio gasto e as preferências de produtos em cada localidade. O que ajuda a entender onde estão os novos mercados potenciais de acordo com a demanda — da forma mais precisa possível.

7. Invista em áreas com pouca concorrência

Outro trunfo do Geomarketing é o aumento da capacidade de identificar áreas onde a concorrência não está presente — ou não está aproveitando todo o potencial disponível.

Soluções de Geomarketing podem ser parametrizadas para oferecer uma visão clara da distribuição geográfica dos concorrentes, em níveis bastante detalhados.

Por exemplo, digamos que você administra uma rede de cafeterias. Neste caso, pode usar dados geográficos para encontrar bairros com alta demanda por cafés especiais, mas com poucas opções disponíveis.

Conclusão

A exploração de novos mercados potenciais é uma estratégia vital para o crescimento e a sustentabilidade das empresas no competitivo ambiente de negócios atual.

Ela requer identificação e capitalização de oportunidades inexploradas, seja por meio da expansão geográfica, diversificação de produtos ou serviços, entrada em novos setores ou franchising.

Cada uma dessas estratégias, embora distintas, compartilha o objetivo comum de impulsionar o crescimento, diversificar os riscos e aumentar a competitividade. Além disso, visam conquistar novos clientes e aumentar as receitas, além de enriquecer a organização com novos talentos e parcerias que levam à inovações.

O papel do Geomarketing, como destacamos, é particularmente crucial nesse processo. Ele facilita a identificação do público-alvo e o mapeamento do potencial de consumo; e ajuda a descobrir áreas com pouca concorrência, maximizando as chances de sucesso.

O que você achou das nossas dicas para descobrir e aproveitar novos mercados potenciais? Aproveite para conferir nosso material com dicas para ajudar sua rede a encontrar seus fatores de sucesso:

ebook-fatores-de-sucesso
Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

Intenção de compra: saiba o que é, tipos e aplicações no mercado

Cobertura de estoque: saiba como gerir com eficiência

Análise de mercado: o que é e como fazer?

Share de gôndola: o que é e a importância do indicador para indústrias