Publicado em 28/07/2023

Como precificar um produto? Aprenda a fazer do jeito certo

Como precificar um produto? Aprenda a fazer do jeito certo

Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Como precificar um produto?

Entender como precificar um produto da melhor maneira é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.  Afinal, o preço é um fator decisivo para muitos clientes, que podem preferir a concorrência caso não achem que a precificação dos seus produtos seja adequada.

Consumidores de maior poder aquisitivo associam preço à qualidade, enquanto os que preferem preços baixos costumam evitar valores muito altos. Por isso, é fundamental conhecer seu público e considerá-lo na análise de precificação.

Então o que considerar na hora da precificação? Vale a pena apostar em preços mais baixos que os da concorrência? Como analisar para saber se os resultados esperados estão sendo alcançados?

É isso que você vai descobrir neste artigo.

Clique para ler:

Siga lendo!

Como precificar um produto: por que é importante?

As estratégias de precificação em marketing e vendas é um dos elementos fundamentais para o sucesso de um negócio. É o argumento principal para convencer seu cliente.

Um bom preço é crucial para colocar a empresa no mercado e atrair as pessoas. Da mesma forma, pode ser instrumental para fidelizar e satisfazer constantemente os consumidores, criando um diferencial competitivo.

A precificação diz muito sobre como as operações são executadas: um valor mais baixo pode indicar, por exemplo, o bom uso de tecnologia para reduzir custos de operações.

Entenda por que é tão importante saber como precificar um produto adequadamente:

Maximização dos lucros

Ao estabelecer preços alinhados com o valor percebido pelos clientes, que também cubram os custos de produção e operação, é possível obter margens de lucro saudáveis. Isso assegura a sustentabilidade financeira do negócio.

Competitividade no mercado

A precificação tem um impacto direto na competitividade da empresa no mercado. Preços muito altos podem afastar potenciais clientes, enquanto preços muito baixos podem desvalorizar o produto e prejudicar a imagem da marca. 

Por isso, é crucial encontrar o equilíbrio.

Atração de clientes

A definição de preços apropriados é um dos fatores mais importantes para atrair clientes.

Promoções, descontos e uma estratégia de precificação estimulam a demanda e incentivam a compra, especialmente em momentos-chave, como datas comemorativas ou períodos de baixa sazonalidade.

Posicionamento da marca

A precificação também exerce influência direta no posicionamento da marca no mercado.

Preços elevados podem posicionar a empresa como uma marca de luxo, enquanto preços mais acessíveis podem indicar um posicionamento voltado para um público com menor poder aquisitivo.

O preço é uma forma de comunicação com os clientes e transmite mensagens importantes sobre a proposta de valor da empresa.

ebook-onde-esta-quem-e-cliente-ideal

Lançamento de novos produtos

Ao lançar novos produtos no mercado, a precificação desempenha um papel estratégico.

Preços promocionais ou introdutórios incentivam a experimentação pelos consumidores e facilitam a penetração do produto no mercado. Mas, com o tempo, a empresa pode ajustar a precificação de acordo com a resposta do público e o desempenho das vendas.

Como precificar um produto da forma correta? Veja 5 dicas

Existem diversas formas de como precificar um produto. No entanto, se esse processo não for feito da maneira correta, pode levar a problemas operacionais, de logística ou até mesmo na perda de dinheiro.

Por isso, evite erros como apenas considerar a concorrência, pensando apenas no preço praticado no mercado. Isso pode gerar um desequilíbrio com seu custo interno e produção.

Também evite pensar apenas no lucro. É fundamental considerar as nuances do mercado, as condições dos clientes e as possibilidades de diminuição de custos de produção.

Dito isso, veja 5 dicas de como precificar produtos:

1. Calcule os custos de produção

Primeiro, você deve levantar os custos necessários para produzir algo. Isso inclui a análise de todas as etapas, de modo a entender o uso de recursos, o envolvimento de pessoal e todo o investimento.

Deve-se englobar custos fixos e variáveis. A partir disso, é viável pensar em uma base para a precificação ideal. Isso inclui os custos diretos, como matéria-prima, mão de obra e embalagem, bem como os custos indiretos, como aluguel, energia e marketing.

Calcule todos esses valores de forma minuciosa, pois eles serão a base para determinar o preço mínimo necessário para cobrir suas despesas.

2. Defina a margem de lucro

Tenha como um alvo bem claro a margem de lucro que a empresa deve obter na hora de precificar um produto.

A margem de lucro trata-se do valor que está na diferença entre o custo de produção e o valor do preço propriamente dito.

É preciso entender como definir uma boa margem de acordo com o mercado, com o tamanho da empresa, com as metas para aquele momento e outras questões.

3. Analise o mercado

Uma pesquisa de mercado detalhada é indispensável para definir o preço competitivo do seu produto.

Analise a concorrência e identifique produtos similares ao seu, verificando seus preços, diferenciais e posicionamento no mercado.

Entenda também o comportamento de consumo das pessoas que habitam e transitam no entorno das suas unidades. Regiões diferentes podem pedir preços diferentes, já que o público pode ser bastante distinto em cada uma delas.

Uma forma de fazer isso é analisando o potencial de consumo da região onde sua empresa se encontra.

Como precificar um produto? Entenda o potencial de consumo da região!
Potencial de consumo para classe A na microárea Morumbi, em São Paulo – SP, por setores censitários

No mapa acima, feito utilizando a melhor ferramenta de inteligência geográfica do mercado, você pode ver o potencial de consumo para classe social A (renda média domiciliar mensal acima de R$ 16.094) na microárea Morumbi, em São Paulo – SP.

Nas áreas em tons mais escuros de cor-de-rosa estão as regiões com maior potencial. Já os quarteirões em tons mais claros representam menor potencial.

4. Estabeleça objetivos claros

A definição dos objetivos é um passo crucial no processo de precificação. Afinal, como você deseja posicionar os seus produtos? 

Eles serão uma opção de luxo com preços premium? Ou então uma opção acessível, buscando alcançar um maior volume de vendas?

Estabelecer metas claras e realistas ajuda você a ajustar a precificação de acordo com os resultados desejados.

5. Entenda o perfil do cliente

Conhecer o perfil do seu cliente é fundamental para precificar o produto adequadamente. 

É necessário entender suas preferências, necessidades e comportamentos de compra. Além disso, descubra a disposição para pagar pelo seu produto.

Também considere fatores como a sensibilidade ao preço e a disposição para pagar pelo seu produto, analisando o potencial de consumo, que você viu em alguns parágrafos acima.

Com uma ferramenta de geomarketing, você pode entender as características demográficas do seu público com facilidade:

Como precificar um produto? Descubra a renda média.
Renda domiciliar média em Salvador – BA, por microáreas

Acima você pode ver o mapa de Salvador – BA, onde em tons mais escuros de verde estão as microáreas em que a população possui maior renda média. Já nas áreas mais claras de verde, a renda média é menor.

Essa análise é muito importante para entender como precificar um produto. Afinal, de nada adianta abrir uma loja de luxo em um local onde as pessoas não possuem grande poder aquisitivo.

Da mesma forma, cobrar muito barato em locais onde a população espera preços mais altos pode desencadear uma desvalorização do produto e dificuldade nas vendas.

5. Identifique os benefícios e diferenciais

Por fim, analise os benefícios e os diferenciais dos seus produtos. Assim, você pode definir o quão distante está dos seus concorrentes na oferta de valor e o quão distante pode ficar no preço.

É importante entender como esses benefícios são gerados, a partir de qual estimativa de investimento, para ser justo com a precificação.

Como precificar um produto em diferentes segmentos

Embora a mesma estratégia de precificação possa ser utilizada para diferentes segmentos, é importante que você considere as diferenças entre eles.

Afinal, diferentes produtos têm diferentes valores para os consumidores. Enquanto ítens de lazer podem ser considerados como supérfluos para pessoas de menor poder aquisitivo, todo mundo precisa se alimentar e ir ao médico, por exemplo.

Assim, a necessidade dos clientes sempre deve ser considerada na hora de precificar um produto de forma justa e eficiente.

Então entenda como precificar um produto de diferentes segmentos:

Como precificar um produto alimentício

As redes de bares, restaurantes, fast food, sorvetes, chocolates, entre outros nichos relacionados à alimentação, costumam ter diversas padronizações.

Isso é importante principalmente em casos de franquias de alimentos, já que os franqueados podem facilmente manter a qualidade esperada pelos clientes.

No entanto, a precificação de produtos pode mudar, dependendo da região em que cada unidade se encontra. E isso pode acontecer por diversos motivos:

  • Cada localização pode ter um público diferente, o que pode afetar diretamente os preços praticados na região;
  • Os custos de produção e distribuição podem variar entre as unidades e alterar o preço final pode fazer a diferença na margem de lucro esperada;
  • Cada unidade também pode contar com um mix de produtos distinto. Algumas lojas podem ter um foco maior em lanches rápidos e outras focar nas sobremesas, por exemplo. Isso pode afetar a estratégia de precificação de produtos para cada estabelecimento;
  • A concorrência no entorno da loja também pode alterar o preço dos produtos. Afinal, escolher preços competitivos é necessário para que o cliente continue escolhendo a sua rede e não o concorrente.

Entretanto, é importante analisar o caso de cada unidade para tomar decisões embasadas e bem informadas.

Com geomarketing, você consegue descobrir dados específicos do segmento de alimentação, o que facilitará suas estratégias de precificação.

Mapeamento de restaurantes no Jardim da Saúde em São Paulo – SP

Quer saber mais sobre como precificar um produto alimentício? Clique aqui para ler o artigo completo!

Como precificar um produto farmacêutico

A definição do mix de produtos de uma farmácia é parte fundamental para tomar decisões estratégicas para a rede. E o preço ideal de cada produto pode ser a diferença entre uma unidade que vende muito e outra que não consegue bater as metas.

Especialmente no segmento farmacêutico, analisar as características demográficas de cada região, além de dados específicos do setor, é fundamental. 

Isso porque as características do público e do entorno da unidade podem ser completamente diferentes, dependendo da região onde a loja está. Por essa razão, nem toda região terá o mesmo potencial de vendas para certo mix de produtos.

Por exemplo, uma unidade em uma região onde o público predominante é de jovens adultos provavelmente não terá um grande potencial para venda de fraldas e produtos para bebês. 

Já em uma região onde o público é mais composto por famílias, esses produtos podem fazer mais sentido. Da mesma forma, os preços em cada região podem ser muito diferentes, a depender do público, do potencial de consumo e do desempenho financeiro das farmácias da área.

Entenda o desempenho das regiões para saber como precificar um produto
Desempenho de receita nos Bricks (áreas desenvolvidas pela IQVIA, parceira da Geofusion) em São Paulo – SP

Quer saber mais sobre como precificar um produto farmacêutico? Clique aqui para ler nosso artigo completo sobre o assunto!

Precifique produtos do jeito certo: faça com geomarketing!

Utilizar inteligência geográfica para precificar produtos é uma estratégia poderosa para impulsionar o crescimento de empresas de diversos segmentos.

Afinal, apenas conhecendo a fundo seu público, mercado e concorrentes será possível acertar na escolha do preço ideal para cada unidade.

Com os dados certos para o seu segmento, você estará preparado para enfrentar os desafios do mercado atual e, com dados demográficos e mercadológicos, sua empresa consegue aumentar as vendas e saber onde investir para atrair mais clientes e maximizar os lucros.

Para isso, sua melhor opção é a Geofusion, líder em inteligência geográfica de mercado há mais de 27 anos. Contamos com as melhores soluções de geomarketing para sua empresa, independentemente do segmento.

Quer saber mais? Então preencha o formulário abaixo, que entraremos em contato:

Nova call to action
Geofusion Hannah Schroer
LinkedIn
Compartilhe:
Newsletter

Receba nossos conteúdos exclusivos!


Outras postagens

Como abrir uma franquia com inteligência geográfica

Sell in e sell out: o que é e como vender mais com geomarketing

Strip Malls: o que são e quais as vantagens no varejo

Análise de dados espaciais: o que é e quais os benefícios para os negócios